7 de agosto de 2019 Comentários (0) Sem categoria

Dia Internacional dos Povos Indígenas

Compartilhe em suas redes favoritas

O dia 9 de agosto é o Dia Internacional dos Povos Indígenas. Essa data foi oficializada pela Organizações das Nações Unidas para a UNESCO, em dezembro de 1994. O dia 9 de agosto foi escolhido como referência ao dia da primeira reunião do Grupo de Trabalho das Nações Unidas sobre Populações Indígenas que aconteceu em Genebra em 1982.

Um dos principais pontos é desenvolver e agregar os povos originários e os padrões de direitos humanos que os protegeriam. Uma forma de preservar e aprender com sua forma de ver o mundo, além de ressaltar a importância de toda a contribuição que esses povos deram para o planeta.

Os Povos Indígenas Hoje

A população indígena no mundo está estimada em cerca de 370 milhões de pessoas, o que representa algo em torno de 5% da população mundial. No Brasil são 305 grupos que falam 274 línguas diferentes. Um diversidade de estilos de vida, tradições, cosmologias, culturas, crenças etc.

Na Amazônia são cerca de 300.000 indígenas que guardam um dos maiores tesouros da humanidade, a floresta com a maior biodiversidade do planeta. E que no momento sofre com o desmatamento desenfreado.

O dia de hoje é para relembrar o passado e pensar sobre o futuro. É para lembrar que nós também somos parte dessa diversidade e que devemos cuidar dela.

Confira alguns dos pontos Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas:

– Os indígenas estão totalmente inseridos na Declaração Internacional dos Direitos Humanos;

– Os indígenas são iguais perante os demais povos e não podem sofrer qualquer tipo de discriminação;

– O direito à autodeterminação, considerado legítimo para todas as entidades internacionais;

– O direito à nacionalidade própria;

– Os povos indígenas devem ter preservados a sua integridade física e cultural, que devem ser garantidas, inclusive, pelos Estados;

– A população em questão não pode ser removida à força de seus territórios;

– Os indígenas têm direito de utilização, educação e divulgação de seu próprio idioma;

– A população indígena tem o direito de exercer suas crenças espirituais;

– O Estado deve garantir uma ajuda financeira, se necessário, para a manutenção dos direitos básicos dos povos indígenas

 

Para conferir a declaração na íntegra, clique aqui.

Assine o abaixo assinado para a preservação dos povos indígenas  aqui.

Fontes:

Greenpeace

Funai

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish