27 de novembro de 2018 Comentários (0) Fauna e Flora

Com Terra até o Pescoço: série sobre moradias para répteis e anfíbios

Com terra até o pescoço
Compartilhe em suas redes favoritas

COM TERRA ATÉ O PESCOÇO:  E aí, aventureiros, tudo bem? O post de hoje é sobre a nova série do canal Animal Planet, que registra a criação de oásis para répteis e anfíbios.

A Equipe da Cornel’s World, liderada por Greg West, realiza projetos de terrários que funcionam como biodioramas com as mesmas condições encontradas na natureza selvagem.

Criar terrários sofisticados e adequados às características fisiológicas dos répteis e anfíbios, ambientes perfeitos para abrigar esses animais em locais domésticos – essa é a grande paixão e também o trabalho de Greg, que o Animal Planet registra a partir de terça-feira, 27 de novembro, às 21h30, na nova série COM TERRA ATÉ O PESCOÇO (Scaled).

Greg West, protagonista da série COM TERRA ATÉ O PESCOÇO (SCALED)

Greg West é fascinado por répteis e anfíbios, animais que carregam consigo reminiscências dos tempos remotos, verdadeiros sobreviventes das eras. Para ele, não há nada mais justo que esses bichos tenham moradas à altura de sua presença ao longo dos milênios.

Greg assumiu a missão de providenciar moradas sob medida para os mais variados tipos de répteis; verdadeiros biodioramas que recriam as condições de seus habitats naturais. Para isso, ele montou uma equipe formada por profissionais com funções e especialidades diversas: Tyrone sabe tudo sobre répteis e anfíbios e não se cansa de pesquisar; Chris é diretor de projetos; Lucas é o designer de habitats; Rachel é a líder dos carpinteiros e Chance é o técnico em elétrica e eletrônica.

“Nossos clientes são os animais”, afirma Greg. Assim, a Cornel’s World privilegia aspectos muito semelhantes, senão idênticos, aos encontrados na natureza selvagem, o que inclui a simulação de umidade, temperatura, luminosidade e das dinâmicas de alimentação. Por isso, antes de qualquer esboço, Greg visita a casa de seus futuros clientes para entender cada caso.

Vídeo: COM TERRA ATÉ O PESCOÇO (SCALED), nova série do Animal Planet

Em episódios de uma hora, a produção segue de perto os projetos de terrários idealizados e construídos pela Cornel’s World, negócio familiar que Greg fundou em 2000, no porão da própria casa, no Canadá. Desde então, a empresa cresceu e hoje é uma referência na construção de abrigos para cobras, iguanas, sapos, tartarugas, lagartos e quaisquer outros répteis ou anfíbios. São milhares de espécies, cada uma com características e necessidades próprias – o que fez com que ao longo de milhões de anos, esses animais conquistassem quase todas as paisagens da Terra, das selvas ao fundo do mar.

Após a avaliação, os profissionais iniciam as atividades. Lucas vai ambientar os terrários com as mesmas espécies de flora dos habitats originais – pelas mãos dele surgem mini selvas, cavernas, savanas e desertos; Rachel vai pensar nas características técnicas e nos materiais; e juntos eles definirão a aparência dos terrários de acordo com os gostos relatados pelos donos dos animais.

Episódio de estréia de “COM TERRA ATÉ O PESCOÇO”.

Na estreia de COM TERRA ATÉ O PESCOÇO, Greg vai com Lucas até o casal de Russell e Erin Dasch. Os dois têm a ideia de construir um terrário inspirado em templos maias para abrigar uma enorme família de sapos tão belos quanto perigosos – esses pequeninos e coloridos anfíbios produzem toxinas que podem ser letais na menor das doses. Acredita-se que elas eram utilizadas para envenenar lanças dos povos nativos.

Agora, os Dasch construíram um cômodo para tirar os diversos terrários pequenos que possuem espalhados pela casa. A ideia é ter um grande biodiorama que acomode todos os animais em um oásis inspirado na floresta tropical – para ajudar, o casal tem uma estufa com plantas raras que servirão perfeitamente para o projeto. De volta à sede da Cornel’s, começa o extenso trabalho de pesquisa e construção do refúgio maia para os sapos dos Dasch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EnglishPortugueseSpanish